segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

GRECAS na I Divisão

Grecas está na I Divisão Nacional pelos resultados provisórios do sitio da federação portuguesa de atletismo. Foi a ultima equipa a ficar apurada, à frente do Braga, como eu já suponha.
Para mim a surpresa veio do ADREPalhça, equipa de Aveiro que já a semana passada se havia sagrado campeã do distrito, e veio mais uma vez confirmar a sua mais valia apurando-se , penso que pela primeira vez, para o escalão mais alto dos nacionais de clubes.
A final vai decorrer em Pombal no fim de semana 11 e 12 de Fevereiro e espera-se muita emoção.




E o que falam as noticias do atletismo sobre Vanda Ribeiro:
Atleta Digital   " Do lado feminino a rainha da velocidade foi novamente Daniela França (Maia AC), que triunfou nos 60 (7,94 segundos) e 200 metros (25,85 segundos), esta última marca é um máximo pessoal, de uma atleta que ainda é júnior. No salto com vara Diana Carqueijo (Escola do Movimento) chegou aos 3.70 metros e destaque ainda para a veterana Vanda Ribeiro (GRECAS), que com 37 anos chegou ao top-5 nacional deste ano, ao triunfar em 10.29,36 minutos."

atletas.net

Clubes Femininos na I Divisão

1 404,00 SLB Sport Lisboa e Benfica
2 402,00 SCP Sporting Clube de Portugal
3 368,50 JV Juventude Vidigalense
4 362,00 JOMA Juventude Operária de Monte Abraão
5 343,00 GS-RC Gira Sol / Ramos Catarino
6 326,50 GCAD Grupo de Convívio e Amizade nas Donas
7 323,50 ADREP Ass Desp Rec e Educativa da Palhaça
8 317,50 GRECAS Ass Desp Rec Cult de Santo António

domingo, 29 de janeiro de 2012

Chegaremos à final da I Divisão?????

Ontem dia 28 de janeiro decorreu em Espinho uma das jornadas do apuramento para o nacional de clubes.
Ás 15.40 corria os 800metros, fiquei em 2º lugar sempre a pisar os calcanhares de Patricia Caldas do Braga. nos ultimos 100 metros não houve mudança de ritmo e acabei cerca de 2 segundos depois com 2.19.43.
Passado duas horas estava de novo em pista para fazer os 3000metros, aqui já foi diferente, mal deu o tiro de partida fui para a liderança, ritmo certinho, andamento razoável e assim terminei também, com direito a sprint final nos ultimos cem metros. Ganhei a prova com 10.29.36 (melhor que a semana passada nos regionais de Aveiro).
Coletivamente estivemos bem, sendo a nossa luta nesta jornada feita diretamente feita com as atletas do Braga, e pelo que me parece é que ganhamos a luta com elas!!!!! Será? Mais logo se verá com o somatório de todas as jornadas.
Com o estreito e o maritimo a não pontuarem penso que teremos algumas hipóteses......

Pergunta do dia em Espinho:
Hó Sr Juiz de Braga porque é que quando fico em segundo lugar apareço nas classificações como veterana e quando ganho apareço como sénior???
Risadas
Nas classificações oficiais já apareço em ambos os casos como sénior... Ainda sugeriam que apareçe como junior ou como sub 23 mas já nem os meus anos só de atletismo isso permitem :)

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Apuramento de clubes do GRECAS

Amanhã dia 28 de janeiro, em Espinho vou estar presente em mais um apuramento para o nacional de cubes. Ao GRECAS cabe uma tarefa difícil, a de se apurar para a I divisão. Mas nada é impossível, dificil? Sim.
Quanto á minha prestação a luta vai ser principalmente com as atletas do Braga. Uma jornada única onde espero só fazer duas provas.....
 informações sobre a prova

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Campeã de Aveiro dos 1500 e 3000 metros

Este fim de semana sagrei-me campeã de Aveiro dos 1500 metros e 3000 metros e ficámos(GRECAS) ainda em segundo na estafeta 4x400 metros. Por um ponto perdemos o título coletivo para o ADREP.
No Sábado foi a prova de 1500metros, saí logo na liderança comandando a prova do início ao fim. As primeiras voltas fizeram-se bem mas depois a falta de ritmo (e treino), veio-se a sentir fazendo uma segunda metade mais lenta, a prova foi ganha com 4.49.33.


 No domingo corri os 3000metros, a prova foi comandada pela extra Solange Jesus (Sporting) que impôs um bom ritmo, o primeiro quilometro ainda segui junto a ela passando a 3.12. aos 1500metros passei com  melhor tempo que havia corrido no dia anterior os 1500metros, claro que a seguir veio a queda livre quedando-me pelos 10.34.82.  
Para terminar a jornada e porque o ADREP estava á frente coletivamente e ainda se "sonhava" que podiamos inverter a situação foi-me pedido para participar nos 4x400. O ADREPalhaça ganha a estafeta e fica um ponto á nossa frente. Por um ponto se ganha por um ponto se perde.......




sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

A Minha Evolução

A minha participação no atletismo, enquanto jovem, diversificou-se por várias provas, embora a minha preferência sempre tenha sido o Meio Fundo.
2011
 Campeã da Europa de veteranas em Corta –mato em Ghent , Bélgica
Vanda Ribeiro volta aos títulos regionais vencendo os 1500 metros do regional  de veteranos e os regionais Absolutos de Aveiro nas provas de 1500 e 800 metros de Inverno.
Nos apuramentos para os nacionais de pista coberta fica em 2º lugar na prova de 800 metros com a marca de 2.18.28, ganha a prova Diana Freitas no Benfica. GRECAS apura-se para a I divisão. Antes da final de clubes realiza-se o regional de corta-mato longo, a atleta sentia-se muito bem e controlava a prova tendo em vista a classificação colectiva, no entanto ao colocar mal o pé sente uma dor forte na perna e tem que parar por momentos , regressa á prova mas vê-se ultrapassada por Sara Carvalho numa altura que seguia em 3º lugar do regional. A prova foi ganha por Carla Martinho enquanto colectivamente ganhava pela primeira vez o GRECAS conseguindo menos 5 pontos que o até então campeão ADERCUS. Na final da I Divisão a atleta corre os 800 metros mas ressente-se da dor anterior e queda-se pelo 7º lugar com o tempo de 2.32.69. Ganha Sandra Teixeira do Sporting. Colectivamente o Grecas fica em 6º lugar a melhor classificação de sempre.
 Vanda Ribeiro ainda participa no Nacional de Corta-mato Longo , onde o clube ambicionava uma subida ao pódio colectivo, a atleta termina a prova em grandes dificuldades, mesmo descalça e o clube termina em 4º lugar . Recuperando para o seu principal objectivo da época.
Vanda Ribeiro, no dia 20 de março de 2011 sagra-se Campeã da Europa de Corta-mato em Ghent, Bélgica, ficando colectivamente com Rosa Oliveira e Ana Abegão em 3º lugar. Na prova de 1500 metros termina em 6º lugar. Participa ainda na prova de 4x200 terminando em 4º lugar.











 Ao ar livre sagra-se campeã nacional de veteranos na prova de 2000 obstáculos.



A nivel regional vence no campeonato de Aveiro em veteranos nas provas de 100metros, 400 e dardo. Um fim de semana para brincar ao atletismo. No regional absoluto de Aveiro vence as provas de 400 e 800 metros. No campeonato das Beiras realizado em Leiria fica em 3º lugar numa prova ganha por Isabel Areias do Gira Sol.





Nos nacionais de clube na fase de apuramento em Leiria realiza a prova de 3000 obstaculos ficando em 2º lugar atrás de Catarina Carvalho da Zona Alta. Na segunda jornada faz os 800 metros que termina em 3º lugar ganhando a corrida Lilian da Silva do Juventude Vidigalense. O Clube fica mais uma vez apurado para a I Divisão feminina. Na Final da I divisão realizada em Leiria Vanda faz também os 3000 obstáculos e os 800metros e ainda os 4x400m. Na primeira prova ganha Clarisse Cruz do Sporting enquanto a atleta do GRECAS termina em 5º lugar, nos 800 acaba em 7º lugar com Marta Pen do Benfica a dominar a corrida. Na estafeta terminam em 8º lugar depois de uma queda do testemunho na passagem do mesmo no percurso de Vanda Ribeiro. O GRECAS termina em 8º lugar.

Para terminar a época participa nos 3000 obstáculos, prova ao qual possui minimos, terminando em 7º lugar, sagra-se campeã de Portugal Sara Moreira do Maratona.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

2010 - Bodas de prata

2010

 Ano de Bodas de Prata no atletismo e primeiro título da Europa.
 Em 2010 regressa ao atletismo e como principal objectivo em mente tem os campeonatos internacionais como veterana . Os treinos continuam a ser poucos mas todos os dias da semana faz cerca de 20 minutos de corrida.
A atleta faz a sua primeira corrida no dia 28 de Novembro no Grande prémio da Guarda, ficando em 6º lugar. Nos regionais de Aveiro, realizados no dia 16 de janeiro em Espinho, obtem logo um lugar no pódio. Ficou em 3º lugar  na prova de 1500m ganha pela atleta do JOBRA _ Joana Nunes. Nos nacionais de Clubes em pista coberta na fase de apuramento termina em 2º lugar , perdendo com Lilian Silva do Juventude Vidigalense. Na final da I divisão nos 1500 m fica em 6º lugar , ganha Ana Dulce Félix do Braga. O GRECAS alcança o 8º lugar colectivo. Em Março participa no campeonato nacional de corta-mato curto, prova realizada em Vagos , terra do seu clube, ficando em 24º lugar . Venceria a prova Dulce Félix do Braga. No dia 1 de Maio de 2010 corre na Milha do Alvarinho terminando a prova em 14º lugar , numa prova ganha por Sara Moreira do Maratona. Nos campeonatos das beiras participa nos 1500 ficando em 5º lugar e em 6º nos 3000 Obstáculos, ganha Solange Jesus e Elisabete Pereira respectivamente, ambas do ADERCUS. Nos Nacionais de Clubes ao ar livre participa, na fase de apuramento realizada na Póvoa do Varzim, nos 1500 m terminando em 3º lugar e nos 3000obstáculos sendo desclassificada nesta ultima prova por pisar a linha de mecos. Grecas é assim relegado para a II Divisão por 12 pontos. A atleta não participa na final mas o clube alcançaria o título de campeã da II Divisão. Na sua primeira participação nos nacionais de veteranos , realizados no Luso nos dias 26 e 27 de julho alcançaria o Titulo nacional de 400 e 1500 metros. Na mesma prova realiza-se em simultâneo o campeonato de Aveiro de veteranos.
A atleta desloca-se, com o pagamento total das custas, a Hungria, país da sua primeira internacionalização para participar e se sagrar , no dia 17 de Julho, Campeã da Europa de 2000 obstáculos com recorde nacional de veteranas F35 no Campeonato da Europa de Veteranos em Hungria (2000 obstáculos – medalha de ouro; 1500m 6º lugar)

 Nas festas da cidade de Gouveia é-lhe atribuída a medalha da cidade de Gouveia.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O percurso da atleta- 2006-2009


2006
Este é o ano de regresso ao Boavista Futebol que tinha como objectivos lutar novamente por um lugar cimeiro na I divisão. A atleta sagrou-se Campeã do Porto dos 800m ar livre. Em pista coberta ficou-se pelo vice lugar tanto no campeonato do Porto como do norte na prova de 800 metros prova ganha pela então “desconhecida” Daniela Cunha, nos mesmos campeonatos ficaria ainda em 3º lugar nos 400 metros do Porto.
A Nivel de clubes em Pista coberta o BFC apura-se para a I Divisão em femininos contribuindo a atleta para tal com o 6º lugar nos 1500 e o 4º lugar nos 4x400m . Na Final corre os 400 metros alcançando o 3º lugar  e o sexto lugar na estafeta. Colectivamente o Boavista alcançava o 4º lugar colectivo.
Nos campeonatos de portugal em pista coberta classifica-se em 11º lugar nos 1500m e em 9º lugar nos 800 metros ambas as provas foram ganhas pela atleta Sandra teixeira do Sporting.
Na I Divisão ao ar livre Vanda Ribeiro participa em provas que não está habituada ficando em 2º lugar nos 400 barreiras e nos 3000 obstáculos e em 3º lugar nos 4x400 ficando assim o Boavista no campeonato superior. Na final corre as mesmas provas ficando em 7º lugar nas barreiras, ganha Patricia Lopes, e nos obstáculos ganha Clarisse Cruz enquanto vanda se quedava pelo 5º lugar.
Com mais uma participação nos Campeonatos ao ar livre, já quando a época se alongava e os treinos quase nenhuns, Vanda Ribeiro alcança o 4º lugar nos 3000 obstáculos, uma prova ganha por Clarisse Cruz do Sporting, quedando-se no dia seguinte pelo 14º lugar nos 800, prova ganha por Maria do Carmo Tavares do Benfica.

2007
 Este seria o ultimo ano do Boavista com a situação financeira do Clube e o não pagamento dos subsidios aos atletas levou que o projecto não fosse avante. A falta de verbas levou a que o clube já não participasse em nenhum nacional de clubes.
No campeonato de Portugal fica em 6º lugar nos 3000 obstáculos ganhando a prova Sara Moreira na representação do Estreito.
Vence o Circuito Nacional de Milhas Urbanas

2008
Com o fim do atletismo do Boavista, Vanda Ribeiro aceita o convite de representar o GRECAS, convite feito através de Fernando Capela que já há vários anos dizia que ainda seria atleta do clube dele. O Grecas era então um clube da segunda divisão, sendo grande parte das suas atletas jovens.
A nivel de Clubes em Pista coberta o GRECAS obtinha na final da II divisão o 4º lugar colectivo. Vanda Ribeiro vencia a prova de 1500 frente a Ercilia Machado do Braga  e viria a perder com essa mesma atleta na prova de 3000metros, nos 4x400 ficariam em 4º lugar. .
No nacional de pista coberta Vanda Ribeiro sobe novamente ao pódio dos Campeonatos de Portugal por duas vezes alcançando o bronze na prova de 1500, numa prova ganha por Jéssica Augusto do Maratona, e nos 3000 metros aqui seria a vencedora Sara Moreira também do maratona. .
No campeonato Nacional de corta mato longo, realizado no parque da cidade do Porto, Vanda Ribeiro classificou-se em 18º lugar, numa prova ganha por Jéssica Augusto.
O Grecas que se sagraria campeão da II Divisão, teve o contributo da atleta apenas na fase de apuramento, alcançando o 2º lugar nos 1500 metros numa prova ganha por Isabel Pereira e vencia os 3000.
Nos Campeonatos de Portugal ao ar livre realizados na Pista Carla Sacramento, no Seixal , termina a prova em 4º lugar
A Nivel regional sagrara-se Campeã das Beiras e de Aveiro em pista coberta nos 1500 e 800m

2009
Ano de paragem para ser Mãe

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

O percurso da atleta 2001-2005

2001
Vanda recomeça a actividade mas deixando de lado a competição no mais alto nível. No Campeonato Nacional de Corta-mato curto na Moita classifica-se em 37º lugar, passado uma semana na versão longa em Bragança termina em 26º lugar. No Campeonato Nacional de Pista Coberta desistia na prova de 1500 não participando depois na segunda jornada. Nos Campeonatos de Portugal ao ar livre queda-se pela 12ª posição na prova de 1500 (ganhou Carla Sacramento – Maratona), na segunda jornada na prova de 800m conquista o 5º lugar (prova ganha por Nédia Semedo – CAM).

2002
Neste ano a atleta volta ao subir ao pódio Nacional a nível individual classificando-se em 3º lugar na prova de 1500 nos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta. Vai novamente à selecção participando no Campeonato do Mundo de Corta-mato Universitário em Santiago de Compostela.

2003
Este é o último ano de curso e simultaneamente do Boavista Futebol Clube. Vanda Ribeiro participa em mais um Encontro Portugal – Espanha na distância de 1500 classificando-se em 3º lugar. No Campeonato Nacional de Pista coberta sobe novamente ao pódio, classificando-se em 3º lugar na prova de 800m.

2004
Regressa ao Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia e inicia a sua actividade laboral, nesse ano deixa de treinar com Mário Paiva e passa a ser a atleta a orientar os seus próprios treinos, consultando no entanto o mesmo sempre que sentisse necessidade disso. Na sua primeira participação a nível nacional fica a 14/5/2004 em 5º lugar nos 1500m dos Campeonatos de Portugal de pista-coberta no dia seguinte sobe ao pódio com a camisola de Gouveia após ter terminado em 3º lugar a prova de 800m. durante a época faz a sua primeira incursão na prova de 3000 obstáculos, prova que a levaria a alcançar o 3º lugar nos Campeonatos de Portugal, na segunda jornada termina em 6º lugar na prova de 800m.
A nivel regional obtinha o titulo de campeã da Guarda de Corta-mato numa prova realizada na sua cidade, centro hipico de Gouveia.
Na pista ao ar livre conquistava os titulos de campeã da Guarda  nas provas de 3000 obstáculos, 200metros e 400barreiras.
Nos campeonatos das beiras vence os 3000 obstáculos e os 800 metros

2005
No decorrer desta época teve a sua participação nos Campeonatos de Portugal de pista coberta obtém o 5º lugar na prova de 800 e 1500m. No Campeonato de Portugal de Corta-mato curto obteve o 20º lugar.
No Campeonato de Portugal de Corta-mato curto obteve o 20º lugar.  
A Nivel regional obtinha o titulo de campeã da Guarda nas provas de 800, 1500 e dardo.
lugar nos campeonatos das beiras realizado em Viseu na prova de 1500metros
2º lugar nos campeonatos das beiras em pista coberta nos 800m.

O percurso da atleta 1996-2000

1996
A época inicia-se a nível nacional com o segundo lugar por equipas do Boavista no Nacional de Clubes de Pista coberta participando a atleta na prova de 800m. Continuando em pista coberta seria 4º classificada nos Campeonatos de Portugal na prova de 1500, nos 800 m desistiria. Nos Campeonatos de Portugal de Corta-mato ficaria na 29ª posição. No dia 10 de Março corre em Itália – Torino no Cross Internacional de La Mandria- Europeu de sub 23 terminando na 16ª posição.  A 30 de Março participa no Campeonato do Mundo Universitário nas Açoteias – Algarve classificando-se em 36º lugar. O Boavista repete o 2º lugar por equipas desta vez ao ar livre, Vanda participa na prova de 800m onde fica em segunda e na estafeta de 4x400 ficando em 4º lugar. Individualmente fica em 5º lugar nos 1500m e em 6º nos 800m nos Campeonatos de Portugal.

1997
Esta época seria o regresso da atleta ao pódio nacional a nível individual no que se refere a competições federadas. Nesse mesmo ano a atleta lesionava-se quando realizava saltos de trampolins na faculdade. Seria no Nacional de Pista coberta que a atleta subiria ao pódio conquistando o 3º lugar na prova de 1500m ganha por Fátima Silva (Póvoa), nos 800m ficou em 5º lugar cabendo a vitória a Elsa Amaral (FC Porto). Em Seia participa nos Campeonatos de Portugal de Corta-mato ficando em 25 º lugar e sendo a 2ª sub-23. Nos Campeonatos de Clubes ar livre o Boavista classificou-se em 2º lugar, a atleta contribuiu com o 3º lugar nos 1500, 3º nos 800 e 3º nos 4x400. Foi chamada á selecção para participar no Campeonato Internacional das Beiras em representação da selecção de sub-23. Nos Campeonatos de Portugal ficou em 9º lugar no 1500 e desistiu nos 800m. Neste ano a atleta perseguiu o mínimo para os Campeonatos de Europa de sub-23 ficando a menos de um segundo da marca pedida.

1998
Este seria o ano do regresso ao topo nacional chegando novamente ao lugar mais alto do pódio, foi também o ano das internacionalizações e da obtenção das suas melhores marcas pessoais. No Nacional de clubes de pista coberta o Boavista classificou-se em 3º lugar, a atleta gouveense contribuiu através do 4º lugar na prova de 800m. A nível individual no Campeonato de Portugal de Pista coberta a atleta vence a prova de 1500m e fica em 6º lugar na prova de 800m. a atleta alcançaria assim o seu 1º título no escalão de sénior. No dia 8 de Março, em Santarém, alcança aquela que seria a sua melhor classificação no Campeonato Nacional de Corta Mato ao classificar-se em 12º lugar, na primeira vez que as mulheres corriam a distância de 8000m. Ganha o Campeonato Nacional Universitário de Corta-mato e desloca-se a Lutton – Inglaterra para participar no dia 4-4 no Campeonato do Mundo Universitário de Corta-mato onde termina em 17º lugar. A Nível Universitário nacional ganha ainda os 400m e a estafeta de 4*400 em representação da FCDEF-UP. Nesse ano participa em várias milhas e no circuito nacional termina na segunda posição, circuito ganho por Marina Bastos, seria também nas milhas, mais propriamente na Milha da Expo 98 que a atleta veria para a ribalta através do 3º lugar alcançado atrás de Fernanda Ribeiro e Carla Sacramento e á frente da atleta britânica Paula Radcliffe. Entretanto no dia 6/06/98, em Budapeste-Húngria, havia participado na Taça da Europa- 1ª liga  em representação de Portugal participando na prova de 3000m ficando em 5º Lugar numa prova ganha pela romena Gabrilla Szabo. A nível nacional em fins de Junho ajuda o clube a subir ao segundo lugar no Nacional de Clubes ficando em 1º lugar nos 1500, em 2º nos 800 e em 3º na estafeta de 4x400. em Julho é chamada mais uma vez á selecção para participar nos Campeonatos Ibero Americanos – Lisboa na prova de 1500 ficando em 4º lugar numa prova ganha por Carla Sacramento.  Nos Campeonatos de Portugal a atleta conseguiria mais duas excelentes prestações obtendo dois segundos lugares, na prova de 1500m ganha por Fernanda Ribeiro e nos 800 ganha por Nédia Semedo, nesta ultima a atleta obteria um excelente recorde pessoal (2.06.60)




1999
A época da confirmação e da desilusão total. Vanda Ribeiro inicia a época de Inverno em alta ao ser convocada para o Encontro Espanha - Portugal em Valência a 14 de Fevereiro, onde obteria o 3º lugar. Nos Campeonatos de Portugal de Pista Coberta repete o título nacional na prova de 1500 e obtém o 6º lugar nos 800m. A 24 de Fevereiro corre em Génova no Torneio das Seis Nações onde obtém o 3º lugar e a melhor marca nos 1500 em pista coberta. Nesse ano repete também a vitória no Campeonato nacional Universitário de Corta-mato. A 19 de Junho de 1999 foi a data que seria o “balde de água fria”, Vanda Ribeiro participava no Meeting de Sto António onde procurava o mínimo para as Universíadas (4.17.00) a atleta faz uma prova excelente mas o cronómetro marca 4.17.07, mais uma vez havia ficado de fora de uma grande competição. A partir dessa data a atleta ficou completamente desmotivado deixando de treinar após o nacional de clubes onde obteve o 2º lugar na prova de 1500, 4º nos 800 e nos 4x400. Nos Campeonatos de Portugal já completamente desmotivada termina a prova de 1500 em 8º lugar e a prova de 800 em 4º (quando ia em 2º lugar e com um avanço considerável da 3ª e pára na resta oposta da meta, por não achar bem estar a sentir-se tão bem quando tinha treinado era para a prova de 1500).


2000
Ano de paragem e de reflexão. Vanda ribeiro que começa a época pouco motivada é convocada para participar na São Silvestre Demóstenes de Almeida em Luanda- Angola, ficando em 6º lugar. O Boavista subia ao Pódio, 3º lugar, no Campeonato Nacional de Clubes em Pista coberta, contribuindo para tal feito o 4º lugar na prova de 800. A 6 de Fevereiro participaria ainda no Portugal_ Espanha em Pista Coberta realizado em Espinho alcançando um excelente 2º lugar. Nos Campeonato de Portugal obteria o 3º lugar na prova de 1500. Nesse mesmo ano seria ainda convocada para O Campeonato do Mundo De Corta-Mato Universitário realizado em Jena – Alemanha onde alcançava o 39º lugar. Esta seria a sua última prova da época, fazendo uma pausa no atletismo de cerca de meio ano, essa pausa apenas foi quebrada para ajudar o clube no Nacional da I Divisão participando na prova de 400, 4x100 e 4x400.

Percurso da atleta - 1991-1995

1991
Entra no escalão de juvenis e no Corta-Mato Nacional realizado nas Açoteias não consegue uma classificação entre as 10 primeiras. Em Pista Coberta, na sua primeira participação, a atleta obtém o 2º lugar na prova de 1500m no I Torneio Montepio Jovem. A 29 e 30 de Junho participa no Inter-associações de Juvenis nas provas de 400metros e 800m, classificando-se em 4º e 3º lugar respectivamente. No Nacional de Juvenis agora nas provas de 800 e 1500m a Vanda Ribeiro ficaria em 6º e 4º lugar.

1992
Esta época seria a época de algumas frustrações, a atleta perseguia o título nacional que havia alcançado nos outros escalões, e concentrava todas as suas energias para o Corta-mato Nacional que se realizaria nas Caldas da Rainha, a atleta nunca conseguiu entrar na corrida vindo mesmo a desistir. No entanto apesar da não obtenção do título a atleta conquistaria a medalha de bronze na prova de 1500 e ficaria em 5º nos 800m no Campeonato Nacional de Juvenis realizados em Viseu, as provas seriam ganhas pela atleta Ilda Estrela (GRECAS). No km jovem Nacional obteria o 4º lugar. No entanto foi nesta época que a atleta participaria pela primeira vez em competições internacionais, a primeira seria nas Açoteias onde participaria a 26 de Março no Campeonato do Mundo de Desporto Escolar representando a equipa portuguesa de estudantes federados classificando-se na 37ª posição. Nesse mesmo ano e a 25 de Abril corria em Itália – Milão no corta-mato dos Jogos da FISEC onde terminaria na 14ª posição. Já no final da época participou no Nacional de Sub-23 na Maia onde obteve o 5º lugar na prova de 800m.

1993
Vanda Ribeiro sobe ao escalão de júnior. Inicia a época a nível nacional com um 7º lugar no Campeonato Nacional de Corta-mato realizado a 21 de Fevereiro em Viana do Castelo, a prova seria ganha por Ana Dias (Maratona Faro). A nível de Pista a atleta conquista mais duas medalhas nacionais, no Campeonato Nacional de Juniores realizado em Viseu, Vanda Ribeiro alcança o 3º lugar na prova de 1500 e o 2º lugar na prova de 800m, ambas as provas foram ganhas por Marina Amoroso (Sporting). A Nível de seniores participa nos Campeonatos de Portugal, em Lisboa, na prova de 800m alcançando a 9ª posição numa prova ganha por Carla Sacramento (Sporting).

1994
O ano de muitas decisões e algumas frustrações. Vanda Ribeiro inicia a época de corta-mato no Cross Internacional júnior, a 16 de Janeiro na Amadora, classificando-se em 14º lugar sendo a 7ª portuguesa, no entanto a 13 de Fevereiro mostra já uma subida de forma vencendo o Campeonato das beiras Absolutos realizado a 13 de Fevereiro. Quinze dias depois (27-2) tem o seu ponto alto a nível nacional vencendo o Corta-mato Nacional em Évora, a prova foi sempre bastante disputada destacando-se desde cedo um grupo de quatro atletas (Analidia Torre, Elisabete Lopes, Anália Rosa e Vanda Ribeiro) no entanto a cerca de 500 metros da prova a atleta núclista atacaria fortemente deixando as suas adversárias para trás, ficando Analídia Torre a 9 segundos de distância. Esta vitória seria o passaporte para O Campeonato do Mundo de Corta-mato que se realizaria a 26 de Março em Budapeste – Hungria, a atleta deslocar-se-ia na companhia de toda a comitiva portuguesa e juntamente com o seu treinador Brito Gordo. A atleta teria, nos aposentos, a companhia da atleta Albertina Dias que se sagraria Campeã do Mundo de Corta-mato por equipas composta também por Conceição Ferreira, Fernanda Ribeiro, Carla Sacramento, Mónica Gama e Ana Paula Oliveira. a Atleta de Gouveia, no escalão de juniores, alcançaria a 59º posição acabando a prova visivelmente debilitada sendo mesmo transportada em maca, a prova foi ganha pela atleta queniana Sally Basosio, seguida pelas suas compatriotas Rose Cheruiyot e Elizabeth Yeptanui. No Nacional de Juniores em Pista, Vanda Ribeiro alcançaria o 1º lugar na prova de 1500m e o 2º lugar na prova de 800m. Nessa época, no entanto, a atleta lutava por uma participação no Campeonato do Mundo de Juniores de pista que se realizavam em Lisboa, os seus tempos estavam bastantes próximos mas o objectivo n seria alcançado. Nos Campeonatos de Portugal alcançaria o 6º lugar na prova de 1500m ficando a 2 segundos do mínimo pretendido.

1995 – Boavista Futebol Clube
Este seria o ano de muitas mudanças na vida de Vanda, deixava o Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia e ingressava no Boavista Futebol Clube, passa a ser treinada pelo Prof. Mário Paiva e ingressa na FCDEF da Universidade do Porto ao abrigo do estatuto de alta-competição. Seria também o seu primeiro ano como sénior. Nesse primeiro seria nos Campeonatos Nacionais Universitários que iria sobressair ganhando o Corta-mato e os 1500 em pista. Iria ao pódio nacional através nas provas de clubes tanto na pista coberta como ao ar livre ficando o Boavista em 3º lugar em ambas as competições, Vanda Ribeiro contribuiu para as medalhas através da sua participação na prova de 1500 e da estafeta de 4x400. A nível individual no Campeonato de Portugal alcançaria o 7º lugar nos 1500 e o 6º nos 800m.

O percurso da atleta - 1985-1990

1985
1 de Maio – Participa com um grupo de amigas na Corrida I de Maio realizada em Gouveia, vence a prova derrotando ao sprint a sua amiga Stella Garcia.

1986
Participa no corta-mato escolar, da Escola Preparatória de Gouveia, sendo apurada para o Corta-mato regional realizado num dia de frio e neve na Cidade da Guarda, aí é apurada novamente, desta vez para o Corta-mato Nacional que se realizaria no Algarve. Participa no 1 de Maio vencendo novamente a prova. Professores da Escola, Vaz Afonso, tentam junto da família autorização para que Vanda possa participar no Corta-mato Nacional. Professor Brito Gordo tenta também que a atleta vá representar o Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia. No Campeonato Nacional do Desporto Escolar a aluna classifica-se em 2º lugar da geral, no sub-escalão 75/76, a Escola Preparatória de Gouveia alcançaria o 3º lugar por equipas sendo Luísa Ventura o melhor elemento da equipa. Já no final da época inicia os seus treinos (1 vez por semana) no Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia orientada pelo Prof. Brito Gordo.

1987 – Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia
Na sua primeira participação como federada vence o I DN Jovem em Corta-mato, derrotando ao sprint a atleta Rosa Mota (Braga) e Analidia Torre (Viana do Castelo – actualmente representa o Maratona Clube de Portugal), nesse mesmo ano mas em pista alcançaria o 3º lugar nos 1000 metros do DN/jovem.


1988
Já no escalão de iniciadas a atleta obtém o terceiro lugar na prova de 1500 metros do DN/Jovem e o 2º lugar no KM/ Jovem. No corta-mato a atleta alcançou o sétimo lugar.







 
1989
Este seria o ano de todas as vitórias, somando 3 títulos nacionais e 2 vice nacionais. A atleta iniciaria a sua caminhada no DN/Jovem de Corta-mato onde obteve o seu primeiro titulo, a prova realizou-se em Vila Nova de Gaia (no preciso local onde é hoje o Arrábida Shooping) no dia 12-2 -89, a prova seria ganha mais uma vez ao sprint derrotando desta feita Sílvia Almeida (Aveiro) e Mónica Susana (Porto). A 5 de Março numa prova realizada em Gouveia, Vanda realiza a que considera ainda hoje a prova em que mais sofreu ao longo dos anos, a atleta ainda iniciada participava no Campeonato Nacional no escalão de Juvenis, a atleta andou grande parte da corrida atrasada, chegando á frente da corrida já nos momentos finais, incentivada pelo público da casa, a atleta sofreu bastante passando 4 atletas já na parte final, a vencedora seria Paula Gaspar (Vila Nova de Tázem), Vanda em Segundo seguida de Teresa Ferreira (Benfica). No dia 12 de Março participa no II km/Jovem vencendo a prova frente a Cristina Ribeiro (Braga) e Sílvia Almeida (Aveiro). No dia 6 e 7 de Maio participa no DN/Jovem Pista, correndo no 1º dia os 1500 que viria a vencer frente Sandra Ramos (Santarém), já no segundo dia alcançaria o 2º lugar na prova de 800m numa prova ganha pela atleta Cristina Ribeiro (Braga). A 27 de Maio participaria no Inter-Associações de Juvenis na prova de 800m ficando em 3º lugar.

1990
Neste ano a atleta iniciava mal a sua participação a nível nacional, na sua deslocação ao IV DN/Jovem nacional de corta-mato (Vagos 11-2) a atleta faria uma prova irreconhecível quedando-se pelo 10º lugar, nunca discutindo as posições do topo. No Km/Jovem nacional realizado na pista das Açoteias alcançaria o 3º lugar numa prova ganha pela atleta Ilda Estrela (Aveiro). No Dn/Jovem pista realizado em Lisboa ficaria em 4º lugar na prova de 1500m e em 3º nos 800m, em ambas provas voltaria a ganhar Ilda Estrela.

As minhas melhores marcas

Nos meus tempos aureos corria assim:

400 metros - 58.76
800 metros - 2.06.80
1500 metros - 4.14.17
3000 metros - 9.22.60
3000 obstáculos- 11.03.80
2000 obstculos - 7.30.90

Os "melhores" resultados


INTERNACIONALIZAÇÕES:
1992: Campeonato do Mundo de Corta-Mato Escolar, Açoteias - Portugal
1992: Corta-Mato da FISEC, Milão - Itália
1994: Campeonato do Mundo de Corta-Mato (Junior), Budapeste - Hungria
10 Março 1996: Corta-Mato da Europa de Sub-23, Turim – Itália (16ª)
30 Março 1996: Campeonato do Mundo de Corta-Mato Universitário, Açoteias - Portugal (36ª)
31 Maio 1997: Torneio Internacional das Beiras de Pista – Sub-23, Coimbra – Portugal (1500m/4.25,37)
04 Abril 1998: Campeonato do Mundo de Corta-Mato Universitário, Lutton - Inglaterra (17ª)
06 Junho 1998: Taça da Europa de Pista, Budapeste - Hungria (3000m/9.22,80/5ª)
18 Julho 1998: Campeonatos Ibero-Americanos, Lisboa - Portugal (1500m/4.22,55/4ª)
14 Fevereiro 1999: Portugal/Espanha em Pista Coberta, Valência - Espanha (1500m/4.23,87/3ª)
24 Fevereiro 1999: Torneio das 6 Nações, Génova - Itália (1500m/4.18,46/3ª)
2000: Campeonato do Mundo de Corta-Mato Universitário, Jena - Alemanha (39ª)
06 Fevereiro 2000: Portugal/Espanha em Pista Coberta, Espinho - Portugal (1500m/4.22,69/2ª)
2002: Campeonato do Mundo de Corta-Mato Universitário - Santiago de Compostela - Espanha
2003: Portugal/Espanha em Pista Coberta, Espinho - Portugal (1500m/3ª)
2010: Campeonato da Europa de Veteranos em Nyíregyháza, Hungria (2000 obstáculos – medalha de ouro; 1500m 6º lugar)
2011. Campeonato da Europa em pista coberta de veteranos em Ghent, Bélgica (Corta-mato medalha de ouro, corta-mato equipas medalha de prata, 1500m 6º lugar e 4x200m 4º lugar)


TÍTULOS NACIONAIS:
Campeã Nacional: 1994: Corta-Mato (Junior); 1500m (Junior)
1995: Corta-Mato Universitário
1998: Corta-Mato; 400m; 4x200m – Campeonatos Universitários
1999: Corta-Mato Universitário; 1500m – Pista Coberta
2000: 1500m – Pista Coberta; 400m
2010: 400 e 1500m (veterana)
2011: 2000 obstáculos (Veterana)

Vice-Campeã Nacional:
1989: Corta-Mato (Juvenil)
1993: 800m (Juvenil)
1994: 800m (Junior)
1998: 800m; 1500m
3º Lugar Campeonatos Nacionais:
1997: 1500m - Pista Coberta
2002: 800m - Pista Coberta
2003: 800m - Pista Coberta; 800m
2004: 800m; 3000m Obstáculos


DN/JOVEM NACIONAL
Campeã  Nacional1987 - Infantil: Corta-Mato
1989 - Iniciada: Corta-Mato; Km Jovem; 1500m

Vice-Campeã  nacional
1988 – Iniciada: Km Jovem
1989 - Iniciada: 800m

3ª Lugar
1987 – Infantil: Km Jovem
1988 – Iniciada: 1500m
1990 – Iniciada: Km Jovem; 800m



TÍTULOS DAS BEIRAS
Campeã de agrupamentos distritais
1997: 400m e 800m Pista Coberta  (Zona Norte)
1999; 400m e 800m Pista Coberta  (Zona Norte)
2001: 1500m Pista Coberta, 1500m e 4x400m(Beiras)
2002: 800m Pista Coberta
2004: 400m Pista Coberta (Espinho); 800m Pista Coberta (Espinho); 3000m Obstáculos (Seia); 800m (Seia)
2008: 1500, 800 e 4x400 Pista Coberta

TÍTULOS DISTRITAIS:
Campeã Distrital: 1987 - Infantil: Corta-Mato; 1000m e no escalão de Iniciadas: 800m
1988 - Iniciada: Corta-Mato; 300m e no escalão de Juvenis: 400m; 800m e Altura
1989 – Iniciada: Corta-Mato e no escalão de Juvenis: 800m; no escalão de Juniores: 800m; no escalão de Seniores: 4x400m
1990 – Iniciada: Corta-Mato; 800m e no escalão de Juvenis: 400m; 800m; no escalão de Juniores: 400m
1991 - Juvenil: Corta-Mato; 800m; 1500m e no escalão de Juniores: 400m; 800m; no escalão de Seniores: 800m
1992 - Juvenil: Vanda Ribeiro; 400m; 800m e no escalão de Juniores: 800m
1993 – Junior: Corta-Mato; 400m; Dardo; 800m e no escalão de Seniores: 400m; 400m Barreiras
1994 – Junior: Corta-Mato; 200m; 400m; 800m e no escalão de Seniores: 800m em Pista Coberta; 200;
400m; 400m Barreiras
1997: 400m Pista Coberta, 800m Pista Coberta (Espinho) e 400m (Maia)
1998: 400m Pista Coberta
1999: 400m
2001: 800m Pista Coberta e 1500m
2002: 800m Pista Coberta
2003: 800m Pista Coberta
2004: Corta-Mato (Gouveia); Pentatlo - Pista Coberta (Espinho); 3000m Obstáculos (Seia); 200m (Seia); 400m Bar. (Seia)
2005: 1500m; 800m e dardo (Seia);
2006:

2008: 1500 e 800m Pista coberta (Espinho)
2011: 1500 Inverno Veteranas; 1500 e 800 Inverno absolutos; 100m , 400m e dardo Veteranos ar Livre (Aveiro), 400 e 800 ar livre absoluto(Aveiro)


Recordes Distritais
Guarda:
Infantis: 1000m;
Iniciadas: 800m, 1000m e 1500m
Sub-23: 1000m; Seniores: 400m Pista Coberta, 800m Pista Coberta, 1000m e 3000m Obstáculos.
Sénior: 3000 Obstáculos, 500m e 1000m; 400, 800m e pentatlo Pista Coberta
Integrou a Selecção Distrital da Associação de Atletismo da Guarda por diversas vezes, em Campeonatos e Torneios Nacionais.

 Na tabela das melhores  Portuguesas de sempre em 2011
Ar Livre
17º lugar nos 800m
16º lugar nos 1500m
18º lugar nos 3000m obstáculos


Pista coberta

12º lugar nos 800m
12º lugar nos 1500m


Os meus Clubes

VANDA Marina António RIBEIRO, natural de Angola, cedo vim para Portugal residindo desde logo na Cidade de Gouveia. Foi aqui que começei a dar os meus primeiros passos no mundo da corrida, participando pela primeira vez na Corrida do 1º de Maio de Gouveia no ano de 1985, onde obtive logo um primeiro lugar. O meu gosto pela corrida levou-me a participar no Corta-Mato Escolar, onde consegui andar perto das atletas que na altura treinavam no clube local (N.D.C.G.). Tal facto levou a que os Professores António Brito Gordo e Vaz Afonso me convencessem a ingressar no mundo do atletismo, o que veio a acontecer no Verão de 1986.
Cedo chegou a minha primeira vitória a nível Nacional, vencendo o 1º DN/Jovem de Corta-Mato, no escalão de Infantis.
Vanda Ribeiro conseguiu alcançar títulos nacionais em todos os escalões com excepção do escalão de Juvenil, onde apresenta como melhor classificação um segundo lugar no Nacional de Corta-Mato, resultado alcançado enquanto Iniciada.
Em 1994 já como Junior venci o Campeonato Nacional de Corta-Mato, o qual me deu passaporte para o Campeonato do Mundo de Corta-Mato, que nessa época se realizou em Budapeste.
Durante os anos em que representou o Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia, fui orientada pelo Professor António Brito Gordo.
Ao chegar ao escalão Sénior rumei ao Porto, onde ingressei na Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto, e simultaneamente no Boavista Futebol Clube, passando a ser treinada pelo Professor Mário Paiva.
A época de 1997/98 acabou por ser a melhor a nível de marcas, realizando as suas melhores marcas pessoais, mas é na época seguinte que consegue alcançar o seu primeiro título de Campeã de Portugal, obtido na distância de 1500 metros de Pista Coberta.
Durante a sua carreira desportiva tive algumas desilusões já que fiquei sempre à porta da obtenção dos desejados mínimos para grandes eventos Internacionais, desde Mundiais Juniores às Universíadas. Tal facto levou a que eu fizesse uma paragem na sua carreira durante o ano de 2000, apenas competindo na época de Inverno.
A partir daí voltou às competições mas apenas com o espírito de participação.
Durante a minha carreira já obtive vários títulos Regionais da Associação de Atletismo da Guarda e do Porto bem como, dos Agrupamentos de Associações de Atletismo da Zona Norte e das Beiras, em distâncias desde os 400 até aos 1500m.
Na época de 2003/2004 regressei a Gouveia e ao meu anterior Clube (Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia), após ter terminado a minha Licenciatura em Desporto e  Educação Física tirado na Faculdade de Ciências e do Desporto da Universidade do Porto e ingressar no mundo laboral.
Em 2006 regressei ao Boavista para encarar um novo projecto que não haveria de vingar no clube, com o fim da secção de atletismo no Boavista.
Em 2007 ingressa no GRECAS, clube de Santo António de Vagos, Vagos , Aveiro, clube que participava na II Divisão mas que apresentava como ambição alcançar a I Divisão do atletismo português. Em 2008/2009 fiz uma pequena pausa para ser mãe.

A minha biografia

VANDA RIBEIRO

Clube actual:
Data de Nascimento:
Data de Nascimento:
Natural de:
Treinadora:
Treinadores Anteriores:

Especialidade:
Melhores Marcas em distâncias do Programa Olímpico:


Habilitações

Profissão

Núcleo Desporto e Cultura de Gouveia (desde 2004)
N.D.C. Gouveia (1986-1994); Boavista F.C. (1995-2003)
02/04/1975
Angola
Própria
Prof. António Brito Gordo (até Junior (1994)/N.D.C.G.)
Prof. Mário Paiva (B.F.C.)
Meio Fundo

400m: 58,76
800m: 2.06,80
1500m: 4.14,17
3000m Obst.: 11.03,80


Licenciada em desporto e educação física com especialização em reabilitação e reeducação física pela Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade do Porto


Docente na Fundação “ A Nossa Casa”

Títulos de Campeão Nacional:
Internacionalizações:
10
15